Sambas de Enredo Memoráveis - Década de 60

Unidos de Lucas 1968 - Sublime Pergaminho
 

Quando o navio negreiro
Transportava negros africanos
Para o rincão brasileiro
Iludidos... Com quinquilharias
Os negros não sabiam
Que era apenas sedução
Pra serem armazenados
E vendidos como escravos
Na mais cruel traição
Formavam irmandades, 
Em grande união
Daí nasceram festejos
Que alimentavam o desejo da libertação
Era grande o suplício
Pagavam com sacrifício
A insubordinação
E de repente... Uma lei surgiu

E os filhos dos escravos
Não seriam mais escravos no Brasil
Mais tarde raiou a liberdade
Pra aqueles que completassem
Sessenta anos de idade
Ó sublime pergaminho
Libertação geral
A princesa chorou ao receber
A rosa de ouro papal
Uma chuva de flores cobriu o salão
E o negro jornalista
De joelhos beijou a sua mão
Uma voz na varanda do paço ecoou:
"Meu Deus, meu Deus
Está extinta a escravidão"

Composição: Carlinhos Madrugada / Nilton Russo / Zeca Melodia

Explicação do Samba / Contexto Histórico / Curiosidades

Dos sambas sobre a história dos escravos no Brasil, “Sublime Pergaminho”, apresentado pela Unidos de Lucas em 1968, talvez seja a mais completa e mais bela obra sobre o tema. O samba versa sobre a escravidão e a Lei dos Sexagenários, e descreve com certa tristeza o período do tráfico intenso dos negros da África para o Brasil. No final, o samba explode de alegria quando fala das leis que culminaram no fim da escravidão, que rendeu à Princesa Isabel a entrega da 1a Rosa de Ouro Papal ao Brasil em 1888, concedida pelo Papa Leão XIII por ela ter assinado a lei Áurea. 
As "Rosas de Ouro" são ornamentos preciosos, feitas de ouro maciço, matizadas ligeiramente com vermelho, que são abençoadas todos os anos pelos papas, no quarto domingo da quaresma e, depois, oferecidas como símbolo permanente de reverência a monarcas, personalidades ilustres, igrejas notáveis, governos e cidades que tenham demonstrado seu espírito de lealdade para com a Santa Sé. A flor dourada brilhando reflete a majestade de Cristo.

Escute agora no

spotify-logotipo.png
  • Facebook Doentes
  • Instagram Doentes
  • YouTube Doentes