Sambas de Enredo Memoráveis - Década de 60

Império Serrano 1964 - Aquarela Brasileira 

Vejam esta maravilha de cenário
é um episódio relicário que o artista num sonho genial
escolheu para este carnaval, e o asfalto como passarela
será a tela do Brasil em forma de aquarela
Passeando pelas cercanias do Amazonas, conheci vastos seringais
no Pará, a ilha de Marajó
e a velha cabana do Timbó
caminhando ainda um pouco mais
deparei com lindos coqueirais
estava no Ceará, terra de Irapuã
de Iracema e Tupã.
Fiquei radiante de alegria quando cheguei na Bahia
Bahia de Castro Alves, do acarajé
das noites de magia do candomblé

Depois de atravessar as matas do Ipu assisti em Pernambuco a festa do frevo e do maracatu
Brasília tem o seu destaque
na arte, na beleza e arquitetura
feitiço de garoa pela serra
São Paulo engrandece a nossa terra
do Leste por todo o Centro-Oeste
tudo é belo e tem lindo matiz
o Rio dos sambas e batucadas dos malandros e mulatas
de requebros febris.
Brasil, essas nossas verdes matas
cachoeiras e cascatas
de colorido sutil e este lindo céu azul de anil
emolduram aquarela o meu Brasil.. . Lá rá rá rá rá... Lá rá rá rá rá

Composição: Silas de Oliveira

Explicação do Samba / Contexto Histórico / Curiosidades

"Aquarela Brasileira" foi composto por Silas de Oliveira em homenagem ao clássico da Música Popular Brasileira, “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso, que curiosamente faleceu justo quando a escola se preparava para começar o desfile daquele ano.

O samba, entoado pelo Império Serrano na Avenida Presidente Vargas em 64 e na Marquês da Sapucaí em 2004, exalta o Brasil, contando em versos a respeito das diversas regiões geográficas, da arquitetura tradicional à moderna, as lendas e costumes das diferentes culturas dos povos brasileiros.  

É considerado o HINO dos HINOS do samba enredo, cantado por brasileiros de todas as regiões e de todas as idades

Escute agora no

spotify-logotipo.png

Contato

Fone / Whatsapp

(11) 98762-3666

  • Facebook Doentes
  • Instagram Doentes
  • YouTube Doentes